Cabelos pesados no fim do dia?

31 mar

Quem nunca teve aquela sensação de que o cabelo está sujo antes mesmo do dia acabar? isso não se deve só à poluição do dia a dia.

Pra falar bem a verdade, o uso de shampoos, condicionadores e especialmente de finalizadores e cremes sem enxágue também vai deixando resíduos impregnados nos fios.

Com o tempo, essa “sujeira” acumulada pode formar um tipo de barreira que impede que outros produtos penetrem e ajam nas madeixas.

Assim até o seu cabelo que não é costumeiramente oleoso, acaba ficando.

Aí, só uma limpeza profunda para deixar tudo como antes.

Nesse caso, vale o uso do shampoo antirresíduos.

Com o trabalho dos seus ativos, ele é capaz de abrir a escama do fio e limpar, tirando os resíduos.

A maneira correta de usar é lavar bem os cabelos com o shampoo e enxaguar bem, sem deixar resíduos.

Mas, não se empolgue!!rs….o shampoo antirresíduos não é como qualquer shampoo, e, portanto, não deve ser usado todos os dias e nem mesmo mais de uma vez por semana, já que pode ressecar os fios. Aconselho uma vez em duas semanas ou, para quem lava os cabelos todos os dias, uma vez na semana.

Mais um detalhe: quem tem progressiva, definitica e qualquer outro tratamento quimico, o shampoo irá remover progressivamente também.

A dica para que as madeixas fiquem bem limpinhas e hidratadas mesmo após a aplicação do shampoo antirresíduo é contar com uma máscara de hidratação ou ainda um bom condicionador, que irá fechar as cutículas dos fios, deixando-os mais saudáveis.

Cabelos extremamente secos e ressecados deve evitar o uso.

Beijoooss!

 

Anúncios

Conjuntivite, previna-se!

30 mar

Como todas sabemos, este ultimo carnaval nos rendeu diversos focos epidêmicos de conjuntivite pelo Brasil todo.

A última notícia de surto vem de uma cidadezinha a pouco mais de 40km aqui de Ribeirão Preto, chamada  Orlândia- lá, a situaçao está tão feia que até os colírios distribuídos pelo posto de saúde estão em falta.

Bom, pra isso vim até aqui dar alguns toques sobre prevenção…afinal, melhor prevenir do que remediar, certo?

Atenção, cuidados caso você já tenha sido acometida:

1- Lave bem os olhos e aplique compressas com água limpa e gelada para ajudar a aliviar os sintomas (soro fisiológico/água boricada).

2- A maioria dos casos de conjuntivite é causada por vírus ou bactérias, por isso lavar bem as mãos é o principal conselho para evitar o contágio.

3- Evite levar os dedos aos olhos.

4- Evite compartilhar toalhas e outros objetos de uso pessoal (óculos escuros também, pelo amor de deus! rs)

5- A conjuntivite viral ou bacteriana é facilmente transmitida, portanto seja comedido com beijos e abraços se estiver doente ou cumprimentar alguém com a doença.

6- Evite a automedicação. Muita gente acredita que colírios são inofensivos, mas muitos deles possuem princípios ativos que causam efeitos colaterais. Só use produtos prescritos por um médico.

Anotado??

Beijos meninotas!

Isso sim é dica de ouro!

29 mar

Atendendo a pedidos, aqui estão algumas dicas para identificar e aumentar sua auto-estima:

O que é auto-estima?

É a opinião e o sentimento que cada pessoa tem por si mesma.É ser capaz de respeitar, confiar e gostar de si.

Melhor caminho para o autoconhecimento: diálogo interno

Características da baixa auto-estima:

– insegurança
– inadequação- perfeccionismo
– dúvidas constantes
– incerto do que se é
– sentimento vago de não ser capaz de realizar nada >> depressão
– não se permite errar
– necessidade de: agradar
– aprovação
– reconhecimento

O que diminui a auto-estima?

– críticas e autocríticas
– culpa– abandono- rejeição
– carência
– frustração
– vergonha
– inveja
– timidez
– insegurança
– medo
– humilhação
– raiva
– e, principalmente: perdas e dependência (financeira e emocional)

Quando começa a se formar?

Na infância. A partir de como as outras pessoas nos tratam. Quando criança pode-se alimentar ou destruir a autoconfiança. Auto-estima baixa geralmente está relacionada a falsos valores. Crença que é necessária aprovação da mãe ou pai.

Para elevar a auto-estima é preciso:

– autoconhecimento
– manter-se em forma física (gostar da imagem refletida no espelho)
– identificar as qualidades e não só os defeitos
– aprender com a experiência passada
– tratar-se com amor e carinho

– ouvir a intuição (o que aumenta a autoconfiança)

– manter diálogo interno- acreditar que merece ser amado(a) e é especial

– fazer todo dia algo que o deixe feliz. Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar.
Resultados da auto-estima elevada

– mais à vontade em oferecer e receber elogios, expressões de afeto

– sentimentos de ansiedade e insegurança diminuem

– harmonia entre o que sente e oque diz

– necessidade de aprovação diminui

– maior flexibilidade aos fatos

– autoconfiança elevada

– amor-próprio aumenta

– satisfação pessoal

– maior desempenho profissional

– relações saudáveis

– paz interior.

Fica a dica!!

Beijoos!

Fome psicológica {percepção}

28 mar

Bom dia gentee, que bela segunda feira né? (animação!!)

O dia-a-dia das pessoas faz com que elas não percebam o que sentem realmente em relação as suas vontades e desejos. Poucas têm a sensibilidade de observar seu corpo, suas transformações, suas necessidades ou seus prejuízos frente a algo que lhes faz mal.

Particularmente, o meu aviso WARNING são minhas calças jeans. Desde os 16 anos nunca me permiti comprar um numero maior, e quando me vejo dando uns pulinhos pra entrar, trato de travar a boca uns 2 dias e tudo dá certo! rs

Enfim, “neuras” à parte, no caso da obesidade é preciso a consciência plena da pessoa.

Uma vez estabelecido o objetivo de emagrecer, deve visualizar sua imagem de corpo magro, bonito e saudável (como eu já disse no post sobre a lei da atração). Essa é a nova identidade do futuro magro.

Todos sabem que o corpo humano necessita de energia externa para sobreviver e essa energia tem que ser buscada nos alimentos a qual conhecemos pelo nome de caloria.

Essa necessidade indiscutível que o organismo apresenta é a fome.

Cada pessoa sente a fome de uma maneira diferente.

Para algumas ela se apresenta como se fosse uma dor no estômago, para outras um “vazio” ou o estômago que “ronca” e até mesmo uma dor de cabeça.

O que quero chamar a atenção é para que cada um reconheça sua fome, ou seja, a sua necessidade de comer, em que horário, em que situação, para que não seja confundida com a fome psicológica (apetite), ou com sede, ou até mesmo com um simples cansaço.

A fome é controlada pelo sistema nervoso, mais especificamente pelo hipotálamo.

Acontece que no mesmo hipotálamo temos núcleos muito próximos ao da fome, responsáveis pela sede, cansaço, desejo sexual, saciedade etc. que podem ser confundidos através das percepções.

Quantas vezes a fome é confundida com sede? Isso é muito comum no bebê, que quando chora antes do período normal de comer, a mãe lhe oferece um chá ou suco e ele se aquieta.

A fome, além de apresentar suas características particulares de cada um, normalmente se apresenta após quatro ou cinco horas após a última alimentação.

Pense no seguinte, “o que estou sentindo é realmente fome?” Paralelamente observe quanto tempo faz que se alimentou pela última vez. Se foi há menos de quatro horas provavelmente o que está sentindo é apetite, sede, cansaço ou qualquer outra coisa, menos necessidade de comer.

Faça a experiência e me conte.

Notinhas rápidas de domingo {Bom dia!}

27 mar

Bom dia sol, bom dia ventinho de outono, bom dia Ribeirão!!

Separei algumas curiosidades pra vocês enriquecerem mais um pouquinho o domingão,

Arrumar a cama faz mal à saúde

É bagunçada, mas é limpinha

Gostou, né? Se você é daqueles que “esquecem” ou “não têm tempo” de arrumar a cama quando levantam, não precisa mais se envergonhar por isso. Pelo contrário. Quando aparecer alguém te chamando de desleixado ou preguiçoso, pode dizer, com toda a dignidade, que você está apenas cuidando da saúde.

Uma pesquisa da Universidade de Kingston, na Inglaterra, mostrou que manter a cama desarrumada é uma forma de acabar com os ácaros que vivem nela (choque-se: pode ter até um milhão e meio deles por lá). E isso ajuda a prevenir uma porção de alergias e problemas respiratórios.

Por quê? Os ácaros precisam de calor e umidade para sobreviver. E, segundo o cabeça do estudo, uma cama bagunçada tende a ser mais fria e seca do que uma cama arrumadinha, o que mata os bichos por desidratação. (Mas bagunça também tem limite: não arrumar a cama não é a mesma coisa que não trocar os lençóis nunca, viu? Aí sim os bichos se reproduzem mais e mais.)

 

Celular faz as pessoas fumarem menos

Entre a cruz e a espada

Você fuma? Pois o bom e velho celular pode estar, bem sorrateiramente, cuidando dos seus pulmões. E nem é por causa das ondas que ele emite ou nada assim. Pesquisadores do World Bank Institute (uma organização internacional de apoio a países subdesenvolvidos) coletaram dados sobre o estilo de vida de 2.100 famílias das Filipinas em 2003 e, para comparar, de novo em 2006. Então, notaram a tendência: as famílias que tinham pelo menos um fumante e compraram pelo menos um celular nesse meio-tempo diminuíram em 33% o consumo individual de tabaco – o equivalente a um maço de 20 cigarros a menos por mês.

Por quê? É que os filipinos passaram a usar parte do dinheiro que gastariam com cigarro para pagar a conta do celular. Simples, né? Tanto que você pode pensar: “que besteira!”. Mas o World Bank diz que esse “fenômeno” pode sim ser trabalhado de forma a diminuir o número de fumantes (pelo menos nos países mais pobres).

Dormir mal deixa você mau caráter

 

Que uma noite mal dormida tem o potencial de deixar a gente num mau humor do cão, todo mundo já sabe. Mas fique esperto porque, segundo cientistas norte-americanos, a falta de sono pode estimular também um tantinho de malandragem.

Em uma série de testes com voluntários (feitos em ambientes de trabalho, com direito a um chefe fictício observando cada passo do pessoal), os pesquisadores notaram que aqueles que tinham dormido pouco ou mal na noite anterior tendiam à falta de ética na hora de fazer escolhas – bem mais do que os que apareceram para os testes bem descansados.

Segundo os responsáveis pelo estudo, a falta de sono prejudica, além do raciocínio, o nossoautocontrole, o que torna mais fácil ceder à tentação de dobrar um pouquinho os conceitos de certo e errado para se dar bem em dada situação.

Ou seja, está aí mais um ótimo motivo para dormir bastante. Ouviu, chefe? Ouviu, mãe?

 

Forçar sorriso piora o seu humor

Sabe aquele sorriso forçado que você solta para esconder um pouco do mau humor ou para disfarçar o quanto detesta o chato que veio dar oi? Colando ou não (aí vai depender das suas habilidades cênicas), colocá-lo no rosto piora o seu estado de espírito. E, no trabalho, pode enxugar um bocado a sua produtividade. Quem diz são pesquisadores da Universidade Estadual de Michigan, nos EUA. Eles acompanharam um grupo de motoristas de ônibus (ótimas cobaias, já que são forçados a lidar com pessoas o tempo todo, estando ou não a fim de socializar) por duas semanas e constataram que, conforme eles sorriam sinceramente, seus humores iam melhorando cada vez mais. Ok, isso é óbvio. Mas quando o sorriso vinha, por algum motivo, forçado, o humor dos motoristas tendia a se deteriorar rapidinho, e eles ainda perdiam a concentração no trabalhoconta o New York Times. É que, como todo mundo sabe, esconder as emoções não dá muito prazer. E o efeito, no caso, foi ainda mais significativo entre asmulheres. Tudo culpa das convenções sociais: elas crescem sendo encorajadas a demonstrar mais as emoções do que os homens. Disfarçá-las, então, tende a ser ainda mais sacrificante. Ou seja, a dica é: quer ficar de cara fechada, fique mesmo. Pense no seu bem-estar e deixe que os outros lidem com o seu mau humor ou com a sua antipatia.

Felicidade é, em parte, genética

Tudo está dando errado, sua vida está uma droga, você mal quer sair da cama? Culpe seus genes. De repente, ajuda. E você não vai estar completamente errado: um grupo de pesquisadores de quatro universidades, do Reino Unido, dos Estados Unidos e da Suécia, afirma que a gente possui algo como um “piso” de felicidade, um nível mínimo de satisfação com a vida que se mantém consistente e persiste ao longo do tempo. E, no caso, cada um tem o seu. Os cientistas analisaram (aqui) dados de uma pesquisa governamental feita nos EUA, oAdd Health Study, que vem entrevistando voluntários desde 1994, e constataram que a variação genética explica cerca de 33% da variação na felicidade das pessoas, que a influência dos genes varia conforme o sexo (26% para as mulheres e 39% para os homens) e que ela tende a aumentar com a idade. O culpado disso é o SLCGA6, gene que transporta serotonina (um neurotransmissor ligado à alegria de viver) no cérebro – quem possui uma versão mais “eficiente” dele tem entre 8,5% e 17,3% mais chances de ser uma pessoa feliz da vida. Não ter sido presenteado com essa versão turbo, bem, é só mais um motivo para ficar deprê

 

Fonte: http://www.superinteressante.com.br

 

Tenham um excelente dia!

HPV

26 mar

Uma em cada quatro brasileiras está contaminada pelo HPV.

O dado, fornecido pelo Hospital do Câncer de São Paulo, mostra que é grande o número de mulheres com o papilomavírus, causador de 95% dos casos de câncer de colo de útero.

O sexo não é a única forma de transmissão dessa doença, mas é a principal.

Ela também pode ser passada por roupas íntimas, instrumentos clínicos mal esterilizados e contato com a pele.

Tem que ter o contato de pele com pele. Uma verruga, em um determinado lugar do corpo, pode transmitir HPVpara outra pessoa, se ela entrar em contato com o ferimento.

Encontrado na pele e nas mucosas genitais de homens e mulheres, pode ser transmitido pelos três tipos de sexo: vaginal, anal e oral. Seu diagnóstico é difícil, pois muitas vezes o vírus permanece adormecido no corpo da pessoa, e só se manifesta quando a imunidade está baixa.

Ele evolui de maneira discreta e atinge a pele e mucosas.

Muitas vezes o vírus é visível através de verrugas no local contaminado, mas é importante realizar uma avaliação médica, no qual o ginecologista além de examinar, se necessário, solicitará a confirmação do vírus através de exames como papanicolau, colposcopia e biópsia.

Existem alguns exames específicos para procurar o vírus no corpo das pessoas.

A colposcopia, que examina a vagina; a peniscopia, que é feita no pênis; a vulvoscopia, na vulva; e a anuscopia, que é realizada no ânus.

O material é colhido e analisado para que possa ser feito o diagnóstico.

Também é feito um exame de HIV, para garantir que nenhuma outra doença tenha sido transmitida. A primeira lesão pode aparecer no local infectado entre cinco e quarenta dias após o contágio.

O tratamento é feito de acordo com o paciente, sua idade e a evolução da doença. Uma gravidez também pode alterar os procedimentos.

Pode ser medicamentoso, mas geralmente é utilizado um tratamento local com cauterização.

Existem atualmente vários métodos como laser ou ácido colocado na lesão, realizados no próprio consultório médico.

A duração depende do progresso da doença.

Os tipos de HPV que provocam verruga não costumam gerar câncer no útero. Por isso a gente faz muito papanicolau no Brasil. Ajuda a detectar a doença, quando não aparecem as verrugas.

Para evitar o contágio sexual, é necessário o uso de preservativo.

Nada mais simples. Mas existe uma ressalva: a transmissão é feita pelo contato da pele.

Ou seja, a parte que a camisinha não cobre, pode passar ou pegar o HPV. Por isso são necessários exames de rotinas em ginecologistas e urologistas e muita atenção ao surgimento de verrugas e coceiras nos órgãos genitais.

Como sempre, é importante lembrar o uso de preservativo e de exames médicos.

HPV é uma doença séria e cada vez mais comum.

Sexto sentido {intuição!}

25 mar

Direto da aula de psico, eis aqui mais um post filosófico para refletir.

A intuição, característica mais atribuída a nós, mulheres do que aos homens, é a sensação que muitas pessoas têm e que consideram como um aviso, uma voz interna que diz como agir, que direção tomar, que pessoas aceitar como confiáveis e o que dizer em certas situações (a minha é extremamente falha).

Envolve a comunicação dos dois hemisférios do cérebro: o esquerdo, que é racional e armazena dados concretos – números, palavras e regras -, e o direito, responsável pela linguagem não verbal – símbolos, imagens e sensações .

A intuição pode surgir quando ocorre o relacionamento de dados vindos dos dois hemisférios.

Para os cientistas, intuir significa correlacionar fatos que aparentemente não possuem ligação. É uma capacidade do cérebro e nada tem de sobrenatural, apesar de ser conhecida como sexto sentido.

O lado racional do cérebro tende a desprezar o acaso, as emoções e as impressões, por isso torna-se difícil conseguir relacionar e interpretar dados objetivos e subjetivos armazenados no inconsciente.

Para trazer para a consciência o conhecimento interior é necessário resgatar os sinais dos cinco sentidos.

Estar atenta e definir um foco de atenção tem peso decisivo para a intuição. A atenção pode tornar as coisas evidentes.

Não é por acaso que “intueri”, do latim, significa “olhar atentamente”. Também é necessário aprender a fazer a pergunta certa, de forma objetiva e sem ambigüidades, para conseguir a intuição correta.

A pessoa é mais intuitiva quanto maior for o seu conhecimento armazenado e a sua capacidade de interpretar esses dados. É um processo de compreensão instantânea que pode começar pela mera percepção do acaso.

A intuição pode ajudar muito as pessoas a usar de maneira mais sábia o seu conhecimento técnico.

Por exemplo, Isaac Newton conseguiu ver que por trás de uma macieira repleta de frutos suspensos pelos pedúnculos, existia a lua fixa no firmamento.

Até aí muitos de nós também somos capazes de ver, mas ele foi além das maçãs e da lua, e visualizou a inércia e a atração entre os corpos.

Ele combinou a visão normal, isto é, o ato puro e simples de olhar, com a visão sofisticada, ou seja, o ato de ver, de perceber, de discernir e de pressentir, onde reside o segredo da intuição.

Na intuição chega-se à verdade por meios não apenas racionais.

É mais difícil intuir quando há grande pressão e tensão. Conseguir relaxar e se distanciar do problema ajuda a focalizar o que parece estar escondido.

É necessário distrair a mente e permitir que a intuição aflore.

A intuição, muitas vezes, pode ser confundida com o desejo de que algo aconteça.

As manias, os medos e as teimosias conseguem confundir a compreensão pela intuição.

Quem não tem intuição né? a minha me deixa na mão muitas vezes, mas vira e mexe ela fala mais alto! rs

Beijos e bom diaaa!!